UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/02/2010 - 15h47

Uso da capacidade industrial tem 6º mês seguido de crescimento

EFE
Rio de Janeiro, 10 fev (EFE).- A Confederação Nacional da Indústria (CNI) informou hoje que o uso da capacidade instalada das fábricas brasileiras subiu em dezembro passado pelo sexto mês seguido, para 81,7%, o maior patamar desde outubro de 2008.

Tal nível é um pouco maior que o de novembro passado, quando a indústria operava com 81,3% da capacidade, e muito superior ao de dezembro de 2008, quando o índice caiu a 79,4% em consequência da crise econômica global.

O nível de uso da capacidade instalada da indústria, no entanto, ainda está abaixo de 83% com o que o setor operou, em média, entre 2007 e 2008.

Apesar de os números de dezembro mostrarem que o setor começa a se recuperar de um dos piores anos da história, em 2009 em geral todos os indicadores da indústria brasileira terminaram com resultados negativos.

As vendas da indústria foram 4,3% inferiores às de 2008 e o nível de emprego recuou 3,1% na mesma comparação. Por sua vez, o número de horas trabalhadas caiu 7,6% e o valor da relação laboral teve contração de 1,5%.

Em dezembro, pelo contrário, o nível de emprego cresceu 1,7% frente a novembro, a maior expansão de um mês a outro desde janeiro de 2003, quando os indicadores começaram a ser medidos. Já as vendas subiram 3,5% na mesma comparação.

Segundo o diretor da unidade de política econômica da CNI, Flavio Castelo Branco, apesar de a recuperação da indústria estar mais firme e disseminada atualmente, o resultado do ano passado foi em geral bastante negativo.

"Foi um ano de retomada da atividade da indústria, mas essa reação não foi suficiente para recuperar os efeitos da crise", afirmou o especialista, que espera que no primeiro semestre do ano o setor recupere os níveis anteriores à crise.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host