UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/02/2010 - 21h42

FMI diz que venderá 191 toneladas de ouro nos mercados

Washington, 17 fev (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse hoje que começará "em breve" a venda gradual de 191,3 toneladas de ouro nos mercados, com o objetivo de engrossar um núcleo de investimento para financiar suas operações.

O organismo, que esperou até o fechamento dos mercados para fazer seu anúncio, já vendeu 212 toneladas a três bancos centrais e disse estar ainda aberto a transações similares se outras entidades desejam adquirir ouro.

"De acordo com a prioridade de evitar transtornos nos mercados de ouro, as vendas serão realizadas de forma gradual", informou o Fundo em comunicado.

Esse metal fechou hoje a US$ 1.120 por onça no mercado de Nova York, um valor elevado a respeito de seu nível histórico.

Durante o ano passado, o FMI vendeu 200 toneladas ao banco central de Índia, que pagou US$ 6,7 bilhões, duas toneladas à Ilha Maurício por US$ 71 milhões e 10 toneladas ao Sri Lanka por US$ 375 milhões.

O organismo contava no fim de janeiro com uma reserva de 3.005 toneladas de ouro, que a preços de mercado estavam avaliadas em US$ 105 bilhões.

Apresentaram os países-membros como parte de sua contribuição ao FMI ou como pagamento de juros, principalmente.

Em 2008, o Conselho Executivo do Fundo aprovou a venda de 403,3 toneladas de ouro da reserva da entidade, como resposta aos problemas orçamentários pelos quais atravessava a instituição, que se tinha ficado sem clientes.

A crise fez chamar a sua porta de novo um grande número de países em busca de seus créditos, mas mesmo assim, o Fundo seguiu adiante com seu projeto de venda de ouro.

Usará a maioria das receitas para ampliar um fundo de investimentos que gere rendimento para custear suas operações, enquanto o resto do dinheiro será empregado para subsidiar seus empréstimos aos países pobres.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host