UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/02/2010 - 13h25

Pedidos de seguro-desemprego aumentam 31 mil nos EUA

Washington, 18 fev (EFE).- O número semanal de pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos aumentou em 31 mil, fechando na semana passada em 473 mil, informou hoje o Departamento de Trabalho em outro indício que os mercados trabalhistas seguem frágeis.

Pelos cálculos dos analistas, no entanto, o número semanal deveria chegar a 447 mil solicitações.

Nas quatro semanas das solicitações novas, em média, houve uma queda de 1,5 mil e ficou em 467,5 mil, isto é, 20 mil mais que no início de ano.

Em cinco das sete semanas transcorridas de 2010 houve um crescimento do número de solicitações do benefício pago pelos estados.

Na semana que acabou em 6 de fevereiro, o número de pessoas que percebiam o subsídio dos Governos estaduais se manteve sem mudanças, em 4,56 milhões.

Em quatro semanas, a média das pessoas amparadas pelo seguro-desemprego caiu 24 mil e ficou em 4,59 milhões, o menor número em um ano.

O número de solicitações de subsídio é um indicador do ritmo de perdas de emprego, e o número de pessoas que continuam recebendo o subsídio mostra as dificuldades para encontrar uma nova colocação.

A recente redução do número de pessoas que recebem o subsídio se deve mais ao fim do prazo do benefício pago pelos Governos do que terem começado em um novo emprego.

Segundo os dados do Governo, mais da metade dos que recebem seguro-desemprego perdem o benefício antes de encontrar um emprego novo. Habitualmente, o subsídio cobre 26 semanas.

Como resposta à pior recessão econômica em oito décadas, o Governo federal aprovou programas especiais que estendem os benefícios por até 99 semanas nos estados com as taxas de desemprego mais altas.

Nos dados mais recentes, que correspondem à semana fechada em 30 de janeiro, havia 6,08 milhões de pessoas amparadas pelos benefícios, 274 mil a mais que na semana anterior.

No total, em 30 de janeiro, havia 11,8 milhões de pessoas recebendo algum tipo de seguro-desemprego, 281 mil a mais que na semana anterior.

Em comparação com os números de um ano atrás, as solicitações novas de subsídio estatal caíram 24%, e os números de cidadãos recebendo o benefício caiu 2%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host