UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 14h03

Lucro da siderúrgica brasileira CSN cai 55% em 2009

Rio de Janeiro, 26 fev (EFE).- A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) informou hoje que no ano passado obteve um lucro líquido de R$ 2,599 bilhões, 54,99% inferior ao de 2008.

Primeira siderúrgica instalada no Brasil, a empresa atribuiu a forte redução do lucro ao impacto da crise econômica global principalmente no primeiro semestre, quando as exportações sofreram uma forte queda.

Recentemente, a CSN fracassou em sua tentativa de assumir o controle da cimenteira portuguesa Cimpor, o que também atribuiu à queda dos lucros e pelo fato de que em 2008 os lucros subiram extraordinariamente pela venda de 40% do capital da subsidiária Namisa a um consórcio asiático.

Pelo comunicado enviado pela siderúrgica aos acionistas, as receitas líquidas da empresa caíram 21,60% no ano passado e ficaram em R$ 10,978 bilhões.

O resultado bruto de exploração (Ebitda) foi de R$ 3,606 bilhões, com uma redução de 44,91% com relação a 2008.

A empresa informou que sua produção de aço bruto caiu 12,32% em 2009, para 4,37 milhões de toneladas, e que a produção de laminados despencou 9,09%, para 4,11 milhões de toneladas.

Em volume, as vendas da siderúrgica recuaram 15,97%, para 4,11 milhões de toneladas.

Apesar da redução da produção e das vendas no ano, a empresa registrou resultados positivos no quarto trimestre.

A produção de aço bruto da CSN no último trimestre do ano passado foi de 1,24 milhão de toneladas, crescimento de 5,2% com relação ao terceiro trimestre.

"A recuperação da atividade econômica doméstica está se consolidando. A indústria brasileira de aço terminou 2009 com evidências consistentes de recuperação", afirmou a companhia em seu balanço.

A CSN, com capacidade para produzir 5,6 milhões de toneladas de aço ao ano, tem suas ações negociadas nas bolsas de valores de São Paulo e Nova York.

Com quatro plantas siderúrgicas no Brasil, uma nos Estados Unidos e outra em Portugal, a empresa também atua nos setores de mineração, logística, energia e cimento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host