UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 20h21

Wall Street fecha em leve alta de 0,04%

EFE
Nova York, 26 fev (EFE).- O principal índice de Wall Street, o Dow Jones Industrial, fechou hoje quase estável, com leve alta de 4,23 pontos (0,04%), aos 10.325,26, embora tenha terminado fevereiro com alta acumulada de 2,56%.

Com a leve alta de hoje, o Dow acumula queda semanal de 0,74%, embora em fevereiro tenha recuperado 2,56%, o que representa seu melhor mês desde novembro de 2009.

Assim, este índice, o mais utilizado no mundo como referência da bolsa, está em um nível muito similar ao que tinha quando começou 2010, ao estar 43% acima do que tinha há um ano.

O seletivo S&P 500 também não registrou hoje mudanças significativas, já que fechou a 1.104,49 pontos, 1,56 mais que na quinta-feira, o que representa um avanço de 0,14%.

Nesta semana esse indicador caiu 0,42%, embora em fevereiro tenha subido 2,9% e se encontra em alta de 46% nos últimos 12 meses.

O mesmo aconteceu nesta sexta-feira com o mercado eletrônico Nasdaq, cujo índice composto subiu 4,04 pontos (0,18%), para 2.238,26.

O índice Nasdaq caiu esta semana 0,25%, mas neste mês acumulou alta de 4,2% e nos últimos 12 meses 60%.

Em um dia em que Nova York viveu a um ritmo muito mais lento do que o habitual devido a uma forte nevasca, seus mercados pareceram contagiar-se do mesmo espírito e não souberam tomar uma tendência clara perante a aparência diversa das notícias econômicas divulgadas, com uma inesperada queda na venda de casas e uma também imprevista alta do PIB americano.

Esta última sessão da semana foi tão plana que, dos 30 valores do Dow Jones, só dois registraram variações superiores ao ponto percentual: o grupo Kraft, que caiu 1,32%, e o banco JPMorgan Chase, que subiu 3,27%.

Em outros mercados a dívida pública subiu de preço e a rentabilidade dos bônus a dez anos, que avança em sentido contrário, ficou em 3,61%; ao mesmo tempo em que o dólar caiu frente ao euro (negociado a US$ 1,3628) e o petróleo fechou fevereiro com alta de 1,9%, para US$ 79,66 por barril.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host