UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 17h06

Brasil terá 44,5% das exportações mundiais de carne em 2020

EFE
Brasília, 4 mar (EFE).- O Brasil será responsável por 44,5% das exportações mundiais de carne bovina, suína e de frango em 2020, segundo um estudo divulgado hoje pelo Ministério da Agricultura.

O relatório "Projeções do Agronegócio - Brasil 2009/10 a 2019/20" calcula que este ano as exportações brasileiras de carne equivalerão a 37,4% do mercado mundial.

Segundo o documento, as exportações brasileiras de carne bovina correspondem atualmente a 25% do total mundial, valor que será de 30,3% nos próximos dez anos.

Da mesma forma as vendas externas de carne suína subirão dos 12,4% atuais para 14,2% em 2020, enquanto as de frango passarão de 41,4% do mercado mundial hoje para 48,1%.

"Os resultados apontam que o Brasil manterá a posição de primeiro exportador mundial de carne bovina e de frango", explica o documento.

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, que participou da apresentação do relatório, disse aos jornalistas que a pecuária brasileira está se encaminhando a um sistema intensivo ou semi intensivo no qual os animais são criados ocupando menos o território.

Stephanes comentou que o Plano Agrícola e Pecuário 2010-2011, a ser apresentado pelo presidente Lula em maio, buscará incentivar a recuperação de áreas degradadas e a integração da agricultura com a pecuária.

"Essa parte será intensificada como um item específico no próximo plano agrícola. Afinal, temos que cumprir os compromissos assumidos na última cúpula sobre mudança climática da ONU", disse o ministro em referência ao evento, realizado no mês de dezembro em Copenhague.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host