UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/03/2010 - 20h08

México e EUA solucionam conflito de transporte após 15 anos

México, 6 mar (EFE).- O Governo do México anunciou neste domingo os detalhes de um acordo com os Estados Unidos para solucionar o conflito do transporte terrestre de carga transnacional, após 15 anos de disputas e negociações.

Os ministros de Comunicações e Transportes, Dionisio Pérez-Jácome, e de Economia, Bruno Ferrari, explicaram em entrevista coletiva que este acordo será assinado em maio ou junho deste ano, e permitirá a entrada direta dos caminhões de carga ao território dos dois países.

O Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (NAFTA) estabeleceu que a partir de 1995 as empresas de transporte de carga de ambos países podiam circular pelos estados fronteiriços e que, a partir de janeiro de 2000, podiam fazer livremente por todo seu território.

No entanto, Estados Unidos descumpriram unilateralmente desde 1995 com a abertura fronteiriça, pelo que o México pediu para estabelecer um painel de solução de controvérsias, que deu a razão ao México em 2001.

O tema permaneceu estagnado até 2007, quando os Governos acordaram um programa temporário que permitia, com muitas restrições, uma abertura parcial da fronteira, que foi cancelado pelo Congresso americano em 2009, ao suspender os fundos.

Perante esse fato, o México anunciou uma represália que consistiu em elevar as tarifas a diversos produtos americanos.

No ano passado os dois países acordaram estabelecer um novo programa para solucionar definitivamente o problema, que foi anunciado neste domingo.

Os funcionários indicaram que com isto se cumpre o compromisso anunciado nesta semana pelos presidentes do México e Estados Unidos, Felipe Calderón e Barack Obama, para resolver o problema do transporte além da fronteira "baseado na reciprocidade, a segurança e a eficiência do sistema".

Os secretários indicaram que o processo para o credenciamento das empresas será dividido em três partes, a primeira "pré operação", que começará desde a solicitação, continua com a etapa de credenciamento de veículos e de operadores e conclui com a autorização provisória.

A segunda fase, "operacional", começa com um período de três meses de inspeções completas, que se reduzem no quarto mês de operações e conclui quando as empresas acumularem 18 meses de operação.

A terceira etapa se inicia com a autorização definitiva depois dos 18 meses, a qual é irrevogável.

As transportadoras dos Estados Unidos deverão cumprir com os mesmos processos.

O transporte de carga é responsável por US$ 275 bilhões de mercadorias, que equivalem a 70% do comércio bilateral e agilizará os 4,5 milhões de cruzamentos que se realizam ao ano, o que gerará economias de até US$ 675 milhões.
Hospedagem: UOL Host