UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 01h45

Coreia do Sul restringe uso de luz à noite para enfrentar alta do petróleo

Seul, 8 mar (EFE).- O Governo da Coreia do Sul decidiu restringir o uso de luzes noturnas de bares e outros estabelecimentos de lazer do país para economizar energia e enfrentar a alta do preço do petróleo, informou nesta terça-feira a agência local "Yonhap".

A nova norma, que entrou em vigor hoje, afeta clubes noturnos, bares e outros estabelecimentos que vendem álcool, que deverão apagar suas luzes exteriores antes das 2h.

Os estabelecimentos que violarem esta restrição poderão ser multados em até três milhões de wons (1.920 euros).

Com a nova norma o Governo sul-coreano pretende economizar até 162 bilhões de wons por ano (103 milhões de euros).

Mais de 92 mil estabelecimentos de lazer serão afetados pela restrição em todo o país, dos quais 13 mil em Seul.

A nova regra foi recebida com protestos entre os empresários do setor, que lamentam a perda de clientes e sustentam que a economia energética será pequena.

O Governo sul-coreano recomendou ainda que empresas e lojas de todo o país apaguem seus letreiros e luzes decorativas durante a noite, além de ter suprimido a iluminação noturna de alguns lugares de Seul, como as pontes que cruzam o rio Han.
Hospedagem: UOL Host