UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 02h35

Televisão cubana estreia programa sobre atentados contra Fidel

EFE
Havana, 8 mar (EFE).- A televisão estatal cubana estreou neste domingo uma série de oito episódios que relatarão alguns dos 638 atentados registrados em mais de meio século contra o líder da Revolução Cubana de 1959, Fidel Castro.

A série "El que debe vivir" ("O que deve viver", em tradução livre) levou três anos para ser produzida. Os produtores asseguram que é a maior série realizada pelo Instituto Superior de Ciências Policiais do Ministério do Interior cubano.

O episódio inicial, transmitido em horário nobre, registra em uma hora e dez minutos as primeiras tentativas de eliminar fisicamente Fidel Castro antes do triunfo da tropa rebelde liderada por ele contra o Exército do então presidente Fulgencio Batista, no primeiro dia de 1959.

A propaganda da série comenta que "a vida de Fidel sempre esteve em perigo" e que cada episódio, elaborado em estilo dramático, "reflete uma época diferente, com pelo menos um plano de atentado".

O diretor, Rafael Benítez, explicou que o programa foi concebido como uma história na qual os produtores utilizam "uma mistura de gêneros" para "dar mais informações aos espectadores sobre os fatos".

Nas filmagens, discursaram 243 atores e atrizes, alguns deles rostos muito populares de telenovelas, além de 800 outras pessoas.

Fidel Castro não aparece em público desde julho de 2006, quando adoeceu e cedeu a Presidência a seu irmão caçula Raúl Castro, mas continua sendo primeiro-secretário do Partido Comunista.

Os quatro primeiros episódios da série serão transmitidos neste mês e os outros em abril.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host