UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/03/2010 - 01h22

Eike, o Midas brasileiro

EFE
Rio de Janeiro, 10 mar (EFE).- O empresário Eike Batista, considerado pela revista americana "Forbes" o segundo homem mais rico da América Latina e oitavo do mundo, é um ousado empresário do setor de mineração, amigo de celebridades e torcedor de esportes náuticos que parece transformar em ouro tudo o que toca.

Nascido em 1956 em Governador Valadares (MG), Eike estudou engenharia metalúrgica na Alemanha, país de origem de sua mãe.

Por sua habilidade para os negócios e para os investimentos de risco, o empresário é uma espécie de Midas, que conseguiu amealhar em poucos anos a fortuna que o coloca entre os dez homens mais ricos do planeta.

Segundo a classificação de multimilionários divulgada hoje pela "Forbes", a fortuna de Eike cresceu US$ 19,5 bilhões em apenas um ano, chegando agora aos 27 bilhões, razão pela qual a coordenadora da pesquisa da revista fora dos EUA, Luisa Kroll, o definiu como "o grande ganhador" desta edição.

"Somos movidos pelo desejo de empreender. Está em nosso DNA identificar oportunidades únicas de negócios e desenvolvê-las partindo do zero", afirma Eike em mensagem de apresentação do Grupo EBX, seu conglomerado empresarial.

O contato do empresário com o setor de mineração aconteceu muito cedo, pois seu pai, Eliezer Batista, foi ministro de Minas e Energia presidiu a por duas vezes a então estatal Vale do Rio Doce (privatizada em 1998) que hoje, com o nome Vale, é uma das principais empresas do setor no mundo.

Em 1982, Eike criou no Rio o Grupo EBX, com negócios na área de mineração, principalmente ouro e diamantes, que depois foi ampliado, atingindo os ramos de energia, logística, petróleo e gás, fontes renováveis e entretenimento.

No final da década de 80, quando o mundo começava a falar de globalização econômica, seu grupo ampliou suas atividades a países como Chile, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Nicarágua, Estados Unidos, Canadá, Congo, Grécia, República Tcheca, Rússia e Austrália, sem perder de vista os negócios no Brasil.

Do Grupo EBX fazem parte as empresas MMX (mineração), OGX (petróleo e gás), LLX (infraestrutura e logística), MPX (geração de energia) e MBX (imobiliário).

Eike foi casado com a modelo Luma de Oliveira, com quem teve dois filhos, Thor e Olin, hoje adolescentes. O casal se separou em 2004.

O empresário é conhecido também por sua paixão por lanchas de alta velocidade, com as quais percorre o litoral sudeste do Brasil e, apesar ser reservado sobre sua vida familiar, nos últimos anos figurou com frequência nas colunas sociais por sua amizade com a cantora Madonna e generosas doações a algumas iniciativas.

Em uma visita que fez ao Rio no ano passado, Madonna jantou com Eike, que então anunciou sua intenção de fornecer US$ 7 milhões para seus programas sociais, notícia que a cantora recebeu com lágrimas, segundo alguns presentes.

Também no ano passado, Eike fez duas doações, totalizando R$ 23 milhões, para a candidatura vencedora do Rio aos Jogos Olímpicos de 2016.

Entre as obras que financia está um programa de despoluição da Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos principais pontos turísticos e de recreação da zona sul cidade.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host