UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/03/2010 - 20h39

Lan estima que fusão com Tam só ocorrerá no último trimestre de 2011

Santiago do Chile, 18 mar (EFE).- A companhia aérea chilena Lan estima que a fusão com a Tam não ocorrerá antes do último trimestre de 2011, depois que na quinta-feira o Tribunal de Livre Concorrência (TDLC) do Chile confirmou sua decisão de analisar os efeitos da operação.

A companhia aérea indicou nesta sexta-feira em comunicado que é "provável" que as consultas do TDLC atrasem a implementação da associação, o que pode acabar ocorrerendo apenas no quarto trimestre do ano em curso.

O TDLC paralisou em janeiro o processo de fusão entre Lan e Tam ao aceitar um pedido da Corporação Nacional de Consumidores e Usuários do Chile (Conadecus) para analisar os efeitos da operação e checar se está dentro das normas de livre concorrência.

As duas companhias aéreas envolvidas na operação e a Promotoria Nacional Econômica, que assinou um acordo extrajudicial com a Lan que propunha medidas de redução para algumas rotas, apresentaram um recurso para evitar o processo de análise, que foi rejeitado pelo TDLC na quinta-feira.

Perante esta situação, a Lan anunciou nesta sexta-feira que participará do processo de consulta e proporcionará ao TDLC os antecedentes necessários para concluir a análise da forma mais rápida possível, o que poderia ocorrer no segundo trimestre deste ano.

A fusão das companhias aéreas dará origem a Latam, um dos dez maiores grupos de companhias aéreas do mundo, com vendas anuais calculadas em US$ 8,5 bilhões.

Após o processo de fusão, a Latam gerará um grupo de companhias aéreas que oferecerá serviços de transporte de passageiros e de carga a mais de 115 destinos em 23 países, através de uma frota de mais de 280 aeronaves e 40 mil funcionários.
Hospedagem: UOL Host