UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/03/2010 - 14h59

Lei destina US$ 38 bi para promoção de empregos nos EUA

EFE
Washington, 18 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou hoje uma nova lei que destina mais de US$ 38 bilhões para a criação de empregos, sendo US$ 18 bilhões apenas em incentivos fiscais a empresas que contratarem desempregados.

"Precisamos fazer muito mais para encorajar as contratações no setor privado e conseguir a recuperação econômica completa", disse Obama, para quem a medida é "necessária, mas não suficiente".

Segundo o presidente, a nova norma ajudará, sobretudo, às pequenas e médias empresas, "muitas das quais estão indecisas entre contratarem uma ou duas novas pessoas ou não contratarem ninguém".

"Esta nova lei de emprego ajudará essa empresas a tomar uma decisão", afirmou. Obama assegurou que a criação de postos de trabalho será a sua principal prioridade este ano.

Além dos incentivos fiscais, a nova lei também prevê o investimento de US$ 20 bilhões em projetos de infraestrutura de transportes.

A medida foi aprovada ontem no Senado, por 68 votos a favor e 29 contra. Além disso, com a lei, as pequenas empresas poderão deduzir até US$ 250 mil em impostos.

Atualmente, o índice de desemprego nos EUA está na casa dos 9,7%. Desde o começo da crise econômica atual, 8,4 milhões de postos de trabalho foram fechados no país.

A assinatura da medida representa uma vitória psicológica importante para Obama, que se encontra imerso em uma série de negociações para convencer o Congresso a aprovar a reforma do sistema de saúde, sua principal prioridade legislativa.

O objetivo da Casa Branca é conseguir que essa medida seja aprovada antes do presidente viajar no domingo para Guam, Indonésia e Austrália, viagem que já foi adiada por três dias para que ele pudesse participar das negociações finais sobre a reforma.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host