UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 19h32

Dívida externa argentina caiu para US$ 117,8 bilhões em 2009

EFE
Buenos Aires, 19 mar (EFE).- A dívida externa da Argentina, entre a pública e a privada, chegou aos US$ 117,808 bilhões em 2009, com uma redução de US$ 3,005 bilhões em relação ao terceiro trimestre desse ano, segundo dados oficiais divulgados hoje.

Os débitos do setor público e do Banco Central caíram US$ 1,823 bilhão, que se somaram a uma redução de US$ 819 milhões nos das empresas e de US$ 363 milhões nos do setor financeiro privado, disse o Instituto Nacional de Estatísticas e Censos (Indec) em seu relatório da balança de pagamentos.

O relatório, que não discrimina o montante da dívida externa entre pública e privada, assinalou também que o Banco Central fechou 2009 com reservas monetárias no valor de US$ 47,967 bilhões, com uma redução de US$ 77 milhões frente ao terceiro trimestre desse ano.

Assinalou que durante o ano passado, a Argentina alcançou um superávit comercial de US$ 18,620 bilhões, com uma alta anualizada de 20%, como consequência de exportações no valor de US$ 55,750 bilhões (20% menos) e importações de US$ 37,130 bilhões (32% menos).

O organismo oficial assinalou que a conta corrente do balanço de pagamentos fechou 2009 com US$ 11,292 bilhões, com uma melhora de 60,4% frente ao resultado de 2008.

A conta corrente é a medição mais ampla do comércio exterior de um país e inclui a troca de bens e serviços e os fluxos de investimento.

Durante o ano passado, a economia da Argentina cresceu 0,9%, 3,1 pontos percentuais menos que o calculado no Orçamento Nacional desse ano, segundo indicou o Indec em outro relatório.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host