UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/03/2010 - 09h43

Médicos, tabeliães e advogados retomam protestos contra reformas na Grécia

EFE
Atenas, 26 mar (EFE).- Os médicos de hospitais públicos, advogados, funcionários de tribunais e tabeliães da Grécia retomaram hoje seus protestos e greves contra as reformas tributárias adotadas pelo Governo do país.

Além de se mostrarem contrários às medidas de austeridade, os médicos reclamam de não ter recebido parte de seus salários há meses.

Os advogados e os funcionários de tribunais rejeitam a imposição de um novo imposto sobre o valor agregado (IVA) de 21% sobre seus serviços e argumentam que isso os tornará mais caros, prejudicando os cidadãos.

O sindicato dos tabeliães de Atenas, Pireos, Egio e várias ilhas gregas, que também não pagavam o IVA, também se somaram aos protestos contra sua imposição.

A nova lei de impostos será submetida a debate no Parlamento de Atenas a partir do próximo dia 8.

Segundo a norma, o setor de serviços deverá emitir recibos para seus clientes. Além disso, aumentarão os impostos sobre artigos de luxo como carros, veleiros, lanchas e piscinas.

A Igreja ortodoxa grega, até agora isenta de qualquer imposto, deverá pagar 20% sobre seu patrimônio, o que há causado protestos de parte dos sacerdotes.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host