UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/04/2010 - 12h11

Mujica encoraja Lula a se candidatar a presidência da Unasul

EFE
Montevidéu, 8 abr (EFE).- O presidente do Uruguai, José Mujica, encorajou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a concorrer à Secretaria-Geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) assim que deixar o seu cargo, informou hoje o semanário uruguaio "Búsqueda".

"Você tem que representar todos nós", disse Mujica a Lula na segunda-feira passada quando se reuniu com o presidente em Brasília.

O semanário diz ter consultado fontes próximas ao líder uruguaio que asseguraram que Mujica pretendia encorajar Lula a apresentar sua candidatura para a direção da Unasul assim que ele deixar a Presidência em janeiro.

Fontes oficiais uruguaias consultadas pela Agência Efe disseram que não podem "nem desmentir nem confirmar" essa informação. Lula e Mujica concordaram que a ex-presidente chilena Michelle Bachelet seria uma "boa figura" para presidir a Unasul, mas a governante descartou essa possibilidade, segundo as fontes.

O "Búsqueda" acrescentou que Lula prometeu apoiar a candidatura do Uruguai a um cargo rotativo no Conselho de Segurança das Nações Unidas em 2014.

O antecessor de Mujica, Tabaré Vázquez (2005-2010) vetou a candidatura do ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner à direção da Unasul depois do conflito entre os dois países pela instalação de uma empresa de celulose sobre o Rio Uruguai, na fronteira comum, em território uruguaio.

Desde 2006 grupos ambientalistas e cidadãos da localidade argentina de Gualeguaychú bloqueiam a ponte internacional que une a cidade ao povoado uruguaio de Fray Bentos, onde está a fábrica de celulose finlandesa Botnia, por considerar que a empresa polui.

O caso chegou à Corte Internacional de Justiça de Haia, que dará seu veredicto no dia 20 de abril.

Em fevereiro, o chanceler do Uruguai, Luis Almagro, disse que Montevidéu prevê analisar do zero as candidaturas para a Unasul, incluindo a da Argentina.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host