UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 15h16

Brasil e Egito buscam impulsionar relações bilaterais

EFE
(atualiza com reunião com o secretário-geral de Liga Árabe).

Cairo, 15 abr (EFE).- O ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, falou hoje com o titular de Assuntos Exteriores egípcio, Ahmed Aboul Gheit, sobre as medidas necessárias para impulsionar as relações bilaterais entre os países, informou a agência oficial "Mena".

A reunião entre Jorge e Aboul Gheit fez parte da visita de dois dias do ministro ao Egito acompanhado de uma delegação de empresários brasileiros.

Durante o encontro, os ministros analisaram as relações comerciais entre Egito e Brasil e as possibilidades de aumentar a cooperação entre os dois países, informou a "Mena", citando fontes do Ministério de Assuntos Exteriores egípcio.

Jorge assegurou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem um interesse especial em impulsionar as relações bilaterais com o Egito em todos os campos.

Além disso, comunicou ao ministro egípcio que Lula quer que o presidente egípicio, Hosni Mubarak, visite o Brasil antes do final de seu mandato, em dezembro.

Por sua parte, Aboul Gheit destacou que o desenvolvimento das relações comerciais com o Brasil se inclui na estratégia adotada por seu Ministério para impulsionar os laços com o Brasil e os demais países latino-americanos.

Os ministros também conversaram sobre como aumentar a cooperação mútua dentro de organizações internacionais como a Organização Mundial do Comércio (OMC).

A troca comercial entre Egito e Brasil alcançou US$ 1,532 bilhão no ano passado. Só as exportações brasileiras somaram US$ 1,444 bilhão.

Miguel Jorge também se reuniu com o secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, com quem analisou a evolução dos laços árabes-brasileiros e as próximas reuniões entre as duas partes, explica um comunicado da organização.

Nesse sentido, a nota antecipa que o ministro reiterou um convite a Moussa para que participe de uma reunião da aliança das civilizações que está marcada para a primeira semana de maio no Brasil.

Por fim, Jorge e Moussa repassaram a agenda das reuniões preparatórias da cúpula árabe-sul-americana, cuja realização está prevista para ano que vem em Lima.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host