UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/05/2010 - 13h30

Maior sindicato agrícola francês é contra negociação UE-Mercosul

EFE
Paris, 5 mai (EFE).- A principal organização agrária da França, a Federação Nacional de Sindicatos de Exploradores Agrícolas, pediu hoje ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, que pressione a Comissão Europeia (CE) para frear a retomada das negociações para conseguir um acordo de livre comércio com o Mercosul.

"O custo que a agricultura europeia teria que suportar seria grande demais", destacou a FNSEA em comunicado, no qual pediu a Sarkozy e a seu Governo que "façam pressão" sobre a Comissão Europeia para "deter" a iniciativa do presidente da organização, José Manuel Durão Barroso, com o apoio da Presidência espanhola.

O sindicato francês, que advertiu que não aceitará "nunca que a agricultura seja a variável de ajuste de negociações comerciais e políticas", disse que um acordo de livre comércio com o Mercosul "causaria inúmeros problemas" no setor europeu, em particular nos produtores de carne.

Estimou concretamente que as perdas na pecuária europeia ficariam entre 3 e 5 bilhões de euros.

"As relações já estão desequilibradas agora" pelas "distorções de concorrência" devido às diferentes normas sociais, sanitárias e veterinárias que há não só entre a União Europeia (UE) e os países do Mercosul, mas também entre estes últimos.

"Trata-se de não acrescentar desequilíbrios" aos "flagrantes" que se dão na atualidade, insistiu a organização agrária francesa.

O comunicado foi uma reação ao anúncio feito ontem pelo Executivo europeu para retomar as conversas com Mercosul, estagnadas desde 2004.

Durão Barroso defendeu a iniciativa explicando que "um resultado bem-sucedido (da negociação) pode oferecer benefícios em termos de emprego e de crescimento para as duas partes".

A Espanha pretende impulsionar um compromisso para concluir um tratado em um futuro próximo com o bloco latino-americano na cúpula da UE-América Latina e Caribe, que será realizada em Madri nos dias 17 e 18.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host