UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/05/2010 - 18h51

Mancha de petróleo atinge costa da Louisiana

EFE
Washington, 6 mai (EFE).- A mancha de petróleo no Golfo do México chegou hoje pela primeira vez à costa do estado americano da Louisiana ao atingir as águas das Ilhas Chandeleur, confirmaram fontes da Guarda Costeira dos Estados Unidos.

As primeiras porções de petróleo foram detectadas nas praias da Ilha Freemason, no extremo sul das Ilhas Chandeleur, segundo o Comando Unificado, a coalizão formada pela Guarda Costeira, British Petroleum (BP) e autoridades federais e estaduais dos EUA que trabalham para conter o óleo.

"Essa é a primeira confirmação recebida pelo Comando Unificado de que o petróleo tocou a costa", disse à imprensa Connie Terrell, suboficial da Guarda Costeira.

David Mosley, outro porta-voz da Guarda Costeira, afirmou que se trata de uma camada fina e acrescentou que o manto grosso de petróleo está a cerca de 16 quilômetros do litoral.

A Agência Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA, na sigla em inglês) sustenta que o petróleo poderia chegar à costa dos estados de Alabama e Flórida em dois ou três dias.

A BP, por sua vez, iniciou hoje os preparativos para instalar uma enorme estrutura de aço acima dos pontos de vazamento de petróleo no alto-mar do Golfo do México, onde cerca de 800 mil litros de óleo vazam diariamente no Oceano.

A estrutura tem um encanamento na parte superior através do qual se bombearia o petróleo em direção a um navio na superfície, com capacidade para acumular até 128 mil de barris de petróleo (20,4 milhões de litros).

Caso funcione o sistema, a estrutura poderia recolher até 85% do minério em vazamento, segundo a BP.

A estrutura retangular branca de pouco mais de 12 metros de altura será instalada a 1,5 mil metros de profundidade com a ajuda de um guindaste e um robô submarino comandado por controle remoto.

A estrutura chegou hoje à área do vazamento após uma lenta travessia iniciada na noite passada no litoral da Louisiana e terminou esta manhã a 80 quilômetros em alto-mar.

O vazamento de petróleo no Golfo do México é decorrente da explosão de uma plataforma petrolífera ocorrida em 20 de abril, que deixou 11 trabalhadores mortos, e que afundou dois dias depois.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host