UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/05/2010 - 08h44

Moody's faz alerta a bancos de Portugal, Espanha, Itália, Irlanda e R.Unido

EFE
Londres, 6 mai (EFE).- Moody's advertiu hoje do perigo de que o rebaixamento da classificação de risco dos bancos gregos pela fragilidade da dívida soberana daquele país contagie entidades financeiras de Portugal, Espanha, Itália, Irlanda e o Reino Unido.

A advertência está no comentário especial do Moody's Investors Service divulgado hoje com o título "Risco de contágio soberano. Primeira Parte: Avaliando o impacto nos sistemas bancários do sul da Europa, Irlanda e o Reino Unido".

Moody's assinalou que os sistemas bancários de cada um destes países enfrentam desafios diferentes, mas alertou que "o risco de contágio poderia diluir estas diferenças e colocar ameaças comuns e muito reais para todos eles".

O comentário especial insiste sobre o risco para aqueles sistemas nos quais o contágio é gerado principalmente por meio das preocupações nos mercados sobre o perfil de sua dívida soberana, mas nos quais, previamente a esta pressão, o sistema não tinha sofrido tanto o golpe das hipotecas lixo.

Este é o caso concreto dos bancos da Grécia, Portugal e, em certa medida, Itália, assinalou a agência.

"Apesar de enfrentar uma situação fundamentalmente diferente em comparação com a Grécia, Portugal está agora sob apuração especial dos investidores, o que resultou na decisão de revisar a classificação, para um possível rebaixamento, de todos os bancos portugueses", se indicou no comentário.

A chave para determinar se este risco de contágio se confirmará, argumentou Moody's, "será a visão que tenha o mercado sobre o êxito do pacote de ajuda para a Grécia recentemente estipulada pelo Fundo Monetário Internacional e a União Europeia".

No caso da Itália, se destacou que "o sistema bancário tinha sido relativamente sólido até agora", mas que nas atuais circunstâncias "poderia ver-se diante de uma situação de contágio se aumenta a pressão do mercado sobre sua dívida soberana".

O comentário especial explorou a situação daqueles sistemas financeiros que se debilitaram a partir de dentro, "pelo geral devido ao excessivo aumento da concessão de empréstimos, principalmente Espanha e Irlanda, e em menor medida o Reino Unido".

"O contágio poderia estender-se potencialmente aos sistemas bancários onde o valor da dívida soberana sofreu o impacto dos eventos no sistema bancário", acrescentou.

Este relatório de Moody's é o primeiro de uma série de dois documentos, baseados na pesquisa que seus analistas fizeram em abril passado entre investidores de várias capitais europeias.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host