UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/05/2010 - 11h28

Presidente do Irã diz que sanções são inválidas e não dobram país

EFE
Teerã, 12 mai (EFE).- O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad afirmou hoje que as resoluções da ONU "não são válidas" e tampouco obrigam o Irã a retroceder seu programa nuclear.

Conforme a agência local de notícias "Mehr", Ahmadinejad fez esta declaração no sudoeste do Irã.

"Se equivocam os que ainda têm essa mentalidade que com ruídos e ameaças podem obrigar o povo iraniano retroceder, já que o povo não vai andar um milímetro sequer", disse.

O líder acrescentou que o Irã preferia o diálogo.

"O povo do Irã é partidário da justiça, da amizade e da cooperação construtiva", acrescentou.

A República Islâmica do Irã mantém uma queda-de-braço com a comunidade internacional sobre seu polêmico programa nuclear ao rejeitar suspender sua atividade de enriquecimento de urânio tal como pede a outra parte.

Os países do Ocidente, especialmente os EUA e Israel, veem com suspeita a atividade nuclear iraniana pela falta de transparência do Irã em demonstrar a natureza de seu programa nuclear ao que qualifica de "pacífico".

A ONU aprovou até agora várias resoluções contra o Irã e a comunidade internacional está estudando atualmente a aprovação de uma nova resolução sancionadora contra este país.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host