UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/05/2010 - 20h23

Executiva é presa sob acusação de vender segredos financeiros da Disney

Nova York, 26 mai (EFE).- Uma executiva da companhia Walt Disney foi presa hoje, acusada pela Promotoria de Nova York de vender informações financeiras confidenciais da empresa.

O escritório do promotor Preet Bharara informou hoje que os acusados são Bonnie Hoxie, de 33 anos, que trabalhou na direção de informação corporativa da Disney, e seu namorado Yonni Sebbag, também conhecido como Jonathan Cyrus, que passou igualmente à disposição judicial.

Eles terão que comparecer perante um tribunal federal de Los Angeles (Califórnia), onde os dois moram, embora a denúncia tenha sido apresentada ao tribunal federal de Manhattan.

Bharara afirmou que Hoxie "obteve informação financeira confidencial (da Disney), incluindo seus resultados financeiros trimestrais e os repassou para Sebbag, que tentou vendê-los a pessoas que queriam ter acesso a informação privilegiada de empresas".

O promotor ressaltou que este caso mostra que "a segurança dos valores de câmbio pode ser comprometida não só pelos altos executivos, mas por qualquer um que tenha acesso a esse material confidencial e não-público".

Hoxie e Sebbag são suspeitas de enviar cartas anônimas oferecendo as informações a dezenas de companhias gerentes de fundos de gestão de alto risco (hedge funds) e outras empresas investidoras nova-iorquinas.

O responsável interino do FBI em Nova York, George Venizelos, afirmou que agentes se fizeram passar por corretores da Bolsa e contataram o casal para comprar as informações antes do dia 11 de maio, quando a Disney divulgou seus resultados.

A Promotoria explicou que os dois podem ser condenados a penas de 25 anos de prisão e a multas de US$ 250 mil ou de duas vezes o montante ganho por eles e perdido pela empresa.

No fechamento da Bolsa de hoje, os títulos da Disney registraram uma alta de 2,32%, até os US$ 33,07.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host