UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/05/2010 - 12h28

Oposição critica plano de ajuste econômico na Itália

EFE
Roma, 26 mai (EFE).- O plano de ajuste econômico aprovado pelo Conselho de Ministros italiano, que prevê uma economia de 24 bilhões de euros em dois anos, recebeu hoje as críticas da oposição e dos sindicatos.

Assim, o secretário do sindicato majoritário CGIL, Guglielmo Epifani, disse em uma entrevista ao jornal "La Stampa" que esperava do Executivo medidas mais "equitativas".

Ainda não há dados oficiais, já que o titular de Economia, Giulio Tremonti, e o primeiro-ministro Silvio Berlusconi, decidiram adiar até as 10h (Brasília) de hoje a entrevista coletiva para apresentar as medidas aprovadas.

Os meios de comunicação, citando fontes oficiais, indicam que o plano é suscetível a modificações e apontaram que Berlusconi não está satisfeito com as medidas porque considera que os ajustes são superiores aos que Itália realmente necessita.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host