UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/06/2010 - 16h03

Empresas do Brasil, Espanha, Portugal e Colômbia disputam leilão da Aneel

EFE
Rio de Janeiro, 10 jun (EFE).- Um total de 22 empresas do Brasil, Espanha, Portugal e Colômbia disputarão amanhã o leilão no qual a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) outorgará concessões para construir e operar quatro linhas de transmissão e 11 subestações elétricas no país.

A lista de empresas qualificadas para disputar o leilão foi divulgada hoje pela Aneel e inclui 19 companhias que farão lance individual e um consórcio integrado por três empresas.

A maioria das empresas inscritas e qualificadas são brasileiras, mas entre a lista tem as espanholas Abengoa, Cobra Instalaciones y Servicios, Elecnor e Isolux, que já contam com diferentes concessões no Brasil.

O único grupo de empresas formado foi o Consórcio Atlântico, que inclui as empresas de Telecomunicações e Serviços de Engenharia Ltda, com 40% de participação, a ARM Energia e Serviços de Engenharia Ltda, com 20%, e a portuguesa Construção e Manutenção Electromecânica (CME), com participação de 40%.

Na lista de interessados nas concessões destacam as estatais Eletronorte, Chesf e Furnas, que são subsidiárias da Eletrobrás.

As 11 subestações elétricas e as quatro linhas de transmissão, com uma extensão somada de 708 quilômetros, foram divididas em nove lotes para o leilão.

A vencedora de cada lote, segundo as regras da Aneel, será a firma que se comprometer a cobrar as menores tarifas pelos seus serviços.

Os projetos preveem obras em São Paulo, Rio Grande do Sul, Pará, Maranhão, Mato Grosso, Alagoas e Bahia.

A Aneel calcula que os vencedores do leilão terão que investir cerca de R$ 700 milhões para executar os diferentes projetos e cumprir com o início das operações em 2012.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host