UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 14h22

FAO reitera que fundos prometidos pelo G8 ainda não chegaram a agricultores

EFE
Roma, 15 jun (EFE).- O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, reiterou hoje que os US$ 20 bilhões que os líderes mundiais comprometeram para a luta contra a fome, na cúpula do G8, em julho, na cidade italiana de L'Aquila, ainda não chegaram aos agricultores.

Diouf fez a afirmação em uma entrevista coletiva realizada em Roma, para apresentar um relatório com as perspectivas da agricultura para a década de 2010 a 2019, elaborado conjuntamente pela FAO e pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O principal responsável da FAO destacou que avanços importantes foram alcançados como, por exemplo, colocar no centro das atenções as ajudas destinadas aos países em desenvolvimento para que possam aumentar sua produção agrícola.

Outra conquista, segundo Diouf, foi o compromisso alcançado pelos líderes do Grupo dos Oito (G8, que reúne os países mais industrializados do mundo mais a Rússia) para mobilizar em três anos uma soma de US$ 20 bilhões para os pequenos agricultores.

A quantidade foi elevada para US$ 22 bilhões na cúpula posterior realizada em Pittsburg, no estado americano da Pensilvânia, em setembro.

Diouf, que espera que o compromisso adquirido seja cumprido, explicou que desde a cúpula do G8 trabalhou, junto com a OCDE, para identificar as fontes dos fundos, quem pagará e para onde serão destinados.

O diretor-geral ressaltou que o investimento no desenvolvimento agrícola passou de 3% para 6%, mas disse que seria necessária uma alta de 100%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host