UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/07/2010 - 05h25

Colônias judias se preparam para construir 2.700 casas, segundo "Haaretz"

EFE
Jerusalém, 5 jul (EFE).- As colônias judias no território palestino ocupado da Cisjordânia se preparam para iniciar a construção de 2.700 casas no final de setembro, quando termina a moratória à edificação imposta pelo Governo de Benjamin Netanyahu, informa hoje o jornal israelense "Haaretz".

Segundo o periódico, as autoridades regionais dos assentamentos iniciaram para retomar o mais rapidamente possível sua expansão a partir do próximo dia 27 de setembro, após finalizar a moratória parcial de dez meses imposta pelo Executivo israelense para possibilitar o início de conversas de paz indiretas com os palestinos.

O conselho regional de Shomron, no norte da Cisjordânia, planeja iniciar a edificação de 800 casas e as autoridades locais deram instruções para que as colônias comecem dar novas permissões de construção e retomem o planejamento urbanística.

O conselho de Benyamin, também no norte da Cisjordânia, está "trabalhando para lançar as bases à construção futura, já que 1.200 unidades foram autorizadas, principalmente em (os assentamentos de) Shilo, Talmonim e Kfar Adumin", assegura o jornal, acrescentando que a região de Oranit planeja iniciar outras 600 casas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host