UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/07/2010 - 10h21

Portugal "discorda" da UE sobre veto à venda da Vivo

EFE
Lisboa, 8 jul (EFE).- O governo luso se manifestou em "desacordo" com a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia que considerou nesta quinta-feira ilegal o uso de uma golden share (ação de ouro, que dá poder de veto) do Estado luso na Portugal Telecom (PT) para proibir a venda da Vivo à Telefónica.

O ministro da Presidência de Portugal, Pedro Silva Pereira, declarou após o conselho de ministros realizado hoje que o governo procurará "respeitar o direito comunitário e a defesa dos interesses nacionais" neste caso.

Sem uma análise mais profunda da sentença, o governo diz que "está em desacordo com sua interpretação jurídica, mas o auto não coloca na causa a existência de direitos especiais", sustentou Pereira, em relação à frustrada venda à Telefónica, por 7,15 bilhões de euros de 30% da brasileira Vivo em poder da PT.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host