UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/07/2010 - 12h50

Obama pede ao Senado que aprove extensão do seguro-desemprego

EFE
Washington, 19 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu aos senadores democratas e republicanos que enterrem suas diferenças e aprovem amanhã a extensão do seguro-desemprego para aqueles que, disse, "precisam dele desesperadamente".

Obama, que apareceu acompanhado por vários desempregados durante seus breves declarações na Casa Branca, lembrou que o mercado de trabalho americano segue em baixa e mencionou que há cinco concorrentes pra cada posto de trabalho aberto.

Afirmou que tanto republicanos como democratas votaram ao longo da história a favor de prolongar as prestações por desemprego nos momentos difíceis.

"Esses benefícios estão em risco agora", disse Obama, que insistiu que é necessário "aprovar a extensão das prestações por desemprego".

Lamentou que uma "minoria partidária" esteja bloqueando a aprovação da iniciativa e disse que os desempregados não andam em busca de um "presente", mas de "alívio" enquanto não encontram trabalho.

Reconheceu que o pleito legislativo de novembro está próximo e que os congressistas têm isso em mente, mas insistiu que "há momentos nos quais é preciso deixar as eleições de lado" e este seria um deles.

O presidente também pediu aos membros dos dois partidos que deem sinal verde à proposta para cortar os impostos às pequenas e médias empresas que também deve ser submetida à votação esta semana no Congresso.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host