UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 12h29

Lucro da Johnson & Johnson cresce 7,5% no 2º trimestre

EFE
Nova York, 20 jul (EFE).- A Johnson & Johnson anunciou hoje que seu lucro líquido no segundo trimestre deste ano foi de US$ 3,449 bilhões, 7,5% a mais do que no mesmo período do ano anterior.

Esses resultados representam lucro líquido por ação de US$ 1,23, frente aos US$ 3,208 bilhões do segundo trimestre de 2009 (US$ 1,15 por título).

Durante o primeiro semestre do ano, a Johnson & Johnson teve lucro líquido de US$ 7,975 bilhões (US$ 2,85 por ação), superando os US$ 6,715 bilhões (US$ 2,41) registrados entre janeiro e junho de 2009.

A companhia também comunicou que suas vendas entre abril e junho deste ano somaram US$ 15,3 bilhões, 0,6% a mais do que no mesmo trimestre de 2009. Nos Estados Unidos, entretanto, essas operações tiveram queda de 2,8%, enquanto cresceram 4,1% em nível internacional.

Suas vendas de produtos de consumo caíram 5,4%, com queda de 14,3% no mercado americano, enquanto as de remédios subiram 1% no mundo todo.

Em sua divisão de equipamento médico e para diagnósticos, as receitas tiveram crescimento de 4,1% no mundo todo, com um avanço do 3,2% no mercado americano e de 5% no internacional.

A Johnson & Johnson diz que os resultados refletem o impacto da retirada do mercado de lotes do remédio Tylenol e de outros medicamentos, assim como da suspensão da produção da fábrica da Mcneil Consumer Healthcare em Fort Washington (Pensilvânia) e de taxas de câmbio desfavoráveis.

"Os resultados do segundo trimestre revelam um forte crescimento em diversos produtos recentemente lançados", disse o presidente e executivo-chefe da Johnson & Johnson, William Weldon.

Após a abertura da bolsa de Nova York, as ações de Johnson & Johnson perdiam 2,32% e eram negociadas a US$ 58,19 cada.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host