UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/08/2010 - 08h37

Autoridades do Zimbábue dizem que "acidente" com avião foi simulação

EFE
Harare, 5 ago (EFE).- As autoridades do Zimbábue esclareceram hoje que o suposto acidente com um avião ocorrido no Aeroporto Internacional de Harare "foi um exercício de simulação".

Assim confirmaram à Agência Efe fontes oficiais, que desmentiram informações prévias que indicavam que um Boeing 767 procedente de Londres tinha sofrido um acidente no aeroporto da capital do país às 9h no horário local.

Oficiais disseram à imprensa local após a divulgação do suposto acidente que "um número indeterminado de pessoas tinham ficado feridas" e que o avião "não era da companhia Air Zimbabwe".

Mais tarde, o chefe da Autoridade de Aviação Civil do Zimbábue, David Chawota, afirmou que "o acidente fazia parte de um exercício prático" e que "todas as agências que devem responder as situações de emergência estão preparadas".

"A Polícia, os serviços médicos e as unidades de desativação de explosivos responderam ao exercício", detalhou Chawota.

Não há confirmação, no entanto, se algum dos participantes ficou ferido. Embora testemunhas tenham afirmado terem visto ambulâncias chegando ao Aeroporto Internacional de Harare, fontes ligadas aos pilotos de Air Zimbabwe asseguraram que nenhum avião procedente de Londres aterrissou no aeroporto às 9h (4h de Brasília), como havia sido informado.

Desde que a companhia aérea do Reino Unido British Airways cancelou a rota Londres-Harare durante a profunda crise econômica vivida pelo Zimbábue em 2008 e 2009, a Air Zimbabwe é a única companhia com voos diretos entre estes dois países.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host