UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2010 - 14h28

Concorrente chilena da LAN diz que aliança com TAM não afetará mercado local

EFE
Santiago do Chile, 16 ago (EFE).- O empresário Jürgen Paulmann, dono da companhia aérea chilena Sky Airline, disse que a fusão entre a TAM e a LAN terá um maior efeito nos voos de longa distância e não afetará o mercado local.

"Nós trabalhamos essencialmente no país e vínhamos fazendo voos a Buenos Aires, La Paz e ao Peru (Arequipa), que estão caminhando. Não vejo que isto signifique um problema para nós, porque o mercado é aberto e cada um tem sua clientela", disse Paulmann, em entrevista publicada hoje pelo jornal "El Mercurio".

O empresário acrescentou que a Sky continuará "voando como sempre" e disse sentir-se "muito agradecido pelo bom apoio que recebe de parte da população" no Chile, onde a companhia aérea tem uma participação de 18% no mercado local, dominado pela LAN.

A LAN e a TAM anunciaram na sexta-feira a fusão de suas operações, o que originou o grupo Latam, que será o maior da região, com voos para 115 destinos, uma frota de 220 aviões e mais de 40 mil funcionários.

O dono da Sky Airline qualificou o acordo entre as duas companhias como "muito interessante" e afirmou que terá uma maior incidência nos voos de longa distância e no mercado local brasileiro.

O acordo "terá efeitos obviamente no mercado de mais distância. E logicamente também no doméstico do Brasil, e a parte mais estendida em nível internacional: América do Norte, Europa, Ásia", afirmou.
Hospedagem: UOL Host