UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/08/2010 - 17h07

Ex-modelo processa Google por não revelar nome de usuário que a insultou

EFE
Nova York, 18 ago (EFE).- Uma ex-modelo e consultora empresarial processou o Google em um tribunal de Nova York por se negar a revelar a identidade de um usuário do YouTube, de propriedade do site de buscas, que a insultou, informou hoje a imprensa local.

Segundo o processo, alguém escreveu comentários "maliciosos e falsos" em vídeos postados no YouTube em que aparece a ex-modelo, Carla Franklin, que acredita que todos os comentários foram feitos pela mesma pessoa, embora usando três pseudônimos diferentes.

Além disso, o usuário anônimo também postou partes de um filme independente em que a ex-modelo, que atualmente trabalha em uma empresa de consultoria, aparece.

"As pessoas se escondem por trás destas máscaras e acreditam que podem dizer o que querem. Espero que consigamos acabar com estas situações", disse o advogado de Carla, David Fish, ao jornal "Daily News".

Carla, que é formada em biologia e completou no ano passado um mestrado em administração de empresas, diz na documentação apresentada aos tribunais que os insultos foram "uma humilhação pessoal" e afetam seu futuro profissional.

A ex-modelo cita como precedente o caso da modelo Liskula Cohen, que no ano passado conseguiu que um juiz de Nova York obrigasse o Google a revelar a identidade do responsável por um blog no qual foi insultada.
Hospedagem: UOL Host