UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/08/2010 - 09h47

PIB espanhol recua 3,7% em 2009, pela última revisão do INE

Madri, 25 ago (EFE).- A economia espanhola caiu no ano passado 3,7%, percentual 0,01% acima do estimado até agora, segundo a revisão da contabilidade nacional publicada hoje pelo instituto nacional de estatística (INE).

A maior queda do ano passado, a mais dura para a economia espanhola em décadas, foi consequência da queda dos dados do comércio exterior, cuja contribuição positiva à evolução do PIB foi menor do que a previamente estimada.

O INE divulgou a revisão de seus cálculos sobre a evolução econômica dos últimos quatro anos, e mudou a do ano passado, enquanto manteve os números de 2008, 2007 e 2006.

Desta forma, assinalou que o PIB cresceu 4% em 2006 e moderou seu avanço em 2007 para 3,6%. Em 2008, no entanto, registrou uma forte desaceleração, com aumento de 0,9%.

Na correção dos dados do ano passado há outra ligeira melhora nos números do emprego, que, no entanto, segue mostrando uma forte queda, embora 0,01% abaixo, de 6,6%.

Isso contribuiu para a piora dos números de produtividade, que cresceu 3,1%, 0,02% abaixo da estimativa anterior.

Segundo o INE, a renda nacional bruta da Espanha subiu para 1,02 trilhão de euros e a economia espanhola apresentou uma necessidade de financiamento frente ao exterior de 53,978 bilhões de euros, o que equivale 5,1% do PIB.
Hospedagem: UOL Host