UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/09/2010 - 16h14

Identificada mancha de petróleo na área do novo acidente no Golfo

Washington, 2 set (EFE).- As autoridades detectaram uma mancha de petróleo na área onde hoje uma plataforma petrolífera registrou uma explosão no Golfo do México, segundo disse à Agência Efe uma porta-voz da guarda costeira dos Estados Unidos.

Segundo a porta-voz, a mancha é de 1,6 mil por 30 metros e "não se sabe" de onde provém exatamente, mas está nos arredores da plataforma acidentada, nas mesmas águas onde ocorre o vazamento da BP.

A plataforma acidentada hoje é a Vermilion Oil Rig 380, de propriedade da Mariner Energy com sede em Houston (Texas), e está localizada a cerca de 160 quilômetros do litoral da Louisiana (EUA).

Treze pessoas que se encontravam nas instalações pularam na água com trajes especiais e estão a salvo, embora um deles tenha ficado ferido, informaram as autoridades.

Primeiramente, todos os resgatados foram levados de navio para outra plataforma, depois foram transferidos de helicóptero para um hospital em terra firme.

O acidente aconteceu a oeste de onde se originou o vazamento de petróleo da BP a partir de uma explosão que ocorreu no dia 20 de abril na plataforma Deepwater Horizon, o pior desastre ecológico da história dos EUA.

Pouco depois da explosão, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, informou que o poço "não está ativo", mas disse que, caso haja contaminação, os recursos para responder estão prontos.

Um porta-voz da Mariner Energy, Patrick Cassady, disse a "CNN" que ainda são desconhecidas as causas do incidente e que a empresa está investigando.

"Parece que (os trabalhadores) pararam a produção e foram evacuados", disse Cassady, que confirmou que não há operações de perfuração na plataforma e informou que há sete poços petrolíferos ao redor.

Segundo Cassady, a plataforma estava em reforma por conta dos danos ocasionados pelo furacão "Ike", que assolou o Golfo em 2008, e que o fogo parecia provir do noroeste das instalações.

O acidente ocorreu em torno das 11h30 no horário de Brasília e a Guarda Litorânea enviou várias unidades e quatro helicópteros para resgatar aos operários que pularam no mar.
Hospedagem: UOL Host