UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/09/2010 - 10h48

DVD duplo traz a estreia dos Beatles na televisão norte-americana

Redação Central, 6 set (EFE).- Será lançado nesta terça-feira um DVD duplo que recupera as imagens da estreia dos Beatles na televisão norte-americana.

A Universal compilou, na íntegra, as apresentações da banda durante quatro programas "Ed Sullivan Show", entre 1964 e 1965. O "The complete Ed Sullivan Show" foi remasterizado digitalmente e, além de ter a publicidade original, traz material inédito.

Em 9 de fevereiro de 1964, 73 milhões de teleespectadores assistiram à primeira aparição dos Beatles nos Estados Unidos, fazendo com que o empresário e apresentador Ed Sullivan entrasse para a história como o homem que colocou a banda nos lares norte-americanos. Seu programa, no entanto, não parecia o lugar mais propício para a revolução que teve início naquele domingo, já que era um espetáculo de variedades à moda antiga, no qual se alternavam humoristas, mágicos e cantores românticos.

Já transformados em um fenômeno de massas no Reino Unido e em alguns países europeus, os Beatles viajaram pela primeira vez aos EUA para conquistar o mercado americano.

Ed Sullivan apresentou a banda de Liverpool após comentar que o próprio Elvis Presley havia enviado um telegrama aos Beatles desejando sorte em sua visita.

É preciso dizer, porém, que a primeira apresentação da banda na televisão americana não pode ser incluída entre as melhores de sua carreira. Experientes em shows nos clubes noturnos de Hamburgo e de sua cidade natal, os Fab Four pareciam rígidos no palco de Nova York.

Paul McCartney treme a voz em "All my loving", a primeira canção interpretada, seguida por "Till there was you", talvez a música mais melosa de todo o repertório. A banda terminou sua primeira aparição com "She loves you", para depois voltar no fim do programa.

Já podiam ser ouvidos alguns gritos da parte feminina da plateia, o que Sullivan tentou abafar com um categórico "silêncio!".

"Foi um momento glorioso para toda uma geração", assegura Andrew Solt, presidente da SOFA Entertainment, que em 1990 adquiriu as 1.050 horas do programa de Ed Sullivan.

Solt considera que o que fez essa atuação "tão especial" é que o programa foi "o único onde se pôde ver os Beatles", já que, embora sua música fosse "onipresente", nunca os Fab Four haviam sido vistos atuando na televisão.

Uma semana depois, já mais relaxados, os Beatles retornaram ao programa, apresentado desta vez a partir de Miami e no qual Sullivan exibiu orgulhoso os números do recorde de audiência registrado no primeiro show. Antes da volta ao Reino Unido houve ainda uma terceira apresentação, uma semana após a segunda.

Quando os Fab Four retornaram ao Ed Sullivan Show, um ano e meio depois, em setembro de 1965, já eram grandes estrelas mundiais e com confiança imensa.

Em sua quarta aparição, tocaram "I'm down", um de seus temas mais potentes na época, "Yesterday", no qual McCartney fica sozinho no palco com seu violão, "Act naturally", interpretada por Ringo Starr, que tem seus três minutos de glória. A triunfal aparição foi finalizada com "Help!".

Desta vez, os quatro falaram entre todas as canções, se movimentaram no palco com desenvoltura e brincaram com a audiência, que endoidecia com cada gesto dos músicos.

A gritaria das fãs foi ouvida durante todas as músicas, mas Ed Sullivan se mostrou incapaz de impor silêncio.

Um ano depois, os Beatles deixariam de realizar shows, fartos desses próprios gritos que os impediam de ouvir suas canções.
Hospedagem: UOL Host