UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/05/2007 - 13h45

Shiller: exuberância da Bovespa não é 'tão irracional'

São Paulo - O professor de Economia da Yale University, Robert Shiller, afirmou hoje que a exuberância da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrada nos últimos meses não é tão irracional, como ocorre com o mercado de ações da China. "Há um bom desenvolvimento dos preços das ações no Brasil, porém, elas estão acompanhando os lucros registrados pelas empresas", comentou ele.

Para Shiller, de alguma forma é intrigante como os preços dos papéis das empresas negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo apresentaram níveis elevados de alguns anos para cá. "As ações estão subindo bastante, em níveis bem superiores à evolução do Produto Interno Bruto (PIB). Esse fenômeno é uma surpresa", disse.

Segundo o acadêmico, o otimismo dos investidores com o desempenho das ações no Brasil deveria, gradualmente, ser moderado, pois ele acredita que as altas não devem persistir nos atuais níveis no longo prazo.

De acordo com o superintendente de renda variável da Unibanco Asset Management (UAM), Ronaldo Patah, o Ibovespa deve atingir entre 55 mil e 57 mil pontos em dezembro deste ano. No dia 28 de maio de 2003, a Bovespa atingiu 13.294 pontos. Quando estava em torno dos 51.992 pontos nesta manhã, o Ibovespa indicava uma valorização de 291% no período.

Ricardo Leopoldo
Hospedagem: UOL Host