UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/11/2007 - 08h35

Especialistas rejeitam proposta de 3ª pista em Cumbica

São Paulo - Um grupo com 15 dos principais especialistas no setor aeronáutico do País condenou unanimemente a proposta de construção de uma terceira pista no Aeroporto de Cumbica. Seus trabalhos foram apresentados à Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) e ao Ministério da Defesa este mês. Para o professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), o engenheiro Conrado Balduccini, consultor de projetos de aeroportos e responsável por um estudo da área feito a pedido dos moradores da região, a obra corre o risco de se tornar inútil, com alto custo social e administrativo. "Ela não resolveria nenhum problema."

Ele explica que, como está agora, os pilotos que decolam de uma das duas pistas têm de virar para o lado direito. Se for construída uma terceira pista, paralela, quando uma aeronave sair da pista, também deverá virar a direita. "Então a trajetória cruzaria com a de qualquer avião que estivesse saindo de uma das duas pistas", afirma Balduccini. "Tudo isso foi comprovado em um estudo recente do ITA", disse, à emissora de TV BandNews, o também professor do instituto Alessandro Correia.

Outro dos especialistas consultados pelo governo, Tarcízio R. Barbosa, da empresa RR, observa em seus estudos para o governo, datados de 1º de novembro, que, dada a extensão reduzida da terceira pista (1.800 metros), ela só poderia ser utilizada em condições normais para pousos - e atrasaria as outras duas pistas em cerca de dois minutos por operações. Caso a nova pista tivesse de operar uma decolagem, ela pararia totalmente as operações nas outras duas por três minutos.

Balduccini também se preocupa com os custos sociais da construção de uma terceira pista em Guarulhos. "Ao meu ver, tem um custo social muito alto. Vivem lá em Guarulhos cerca de 25 mil pessoas a serem desalojadas. Além disso, há o custo de construção da pista."

Quanto às alternativas à terceira pista, os especialistas se dividem: há aqueles que sugerem remanejamentos para um terceiro aeroporto a ser construído no Estado ou para Viracopos, em Campinas, e aqueles que preferem readequar Cumbica à demanda.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, informou que esta semana haverá reuniões para decidir sobre a construção da terceira pista de Guarulhos e sobre a instalação de um terceiro aeroporto no Estado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo
Hospedagem: UOL Host