UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2007 - 12h32

Governo precisa melhorar qualidade dos gastos, diz FHC

Brasília - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que o atual governo está com excesso de arrecadação e não cedeu às reivindicações para aprovar a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) até dezembro de 2011. "Só 40% da CPMF são usados para saúde. O governo precisa melhorar a qualidade do seu gasto", disse Fernando Henrique ao chegar ao 3º Congresso do PSDB, que elege hoje o senador Sérgio Guerra como novo presidente do partido.

Na avaliação de Fernando Henrique, os últimos 25 anos foram os melhores, do ponto de vista econômico, desde a Segunda Guerra Mundial. Mas observou que a expectativa é que agora haja uma redução do crescimento norte-americano e que isso poderá afetar o Brasil. "Há dois anos não havia interrogação nenhuma (em relação ao cenário econômico).

Desperdiçamos tempo com bazófias. Tudo o que está aí exposto foi feito no meu governo, no do Itamar (Itamar Franco) e no do Sarney (José Sarney). E o Lula acha que é o Pedro Álvares Cabral, que descobriu o Brasil", afirmou Fernando Henrique.

Ele voltou a comentar o episódio envolvendo o senador tucano Eduardo Azeredo , no escândalo do mensalão mineiro. "Ele vai se defender. Não posso de antemão condenar ou me posicionar a favor. Se ele foi beneficiário pessoas mais importantes também foram", afirmou.

Eugênia Lopes
Hospedagem: UOL Host