UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/11/2007 - 12h24

Bovespa nega hipótese de fusão com BMF

São Paulo - O presidente da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BMF), Manoel Felix Cintra Neto, afirmou hoje que o tapete vermelho ligando a sede da BMF à sede da Bovespa, no centro de São Paulo, colocado hoje para a cerimônia de estréia de ações da BMF, representa a fraternidade entre as duas praças. Funcionários da BMF, além da presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Maria Helena Santana, e o presidente da Bovespa, Raymundo Magliano Filho, atravessaram esta manhã essa passarela para participar da estréia das ações.

"O tapete vermelho não foi colocado por acaso, vocês sabem o que um tapete vermelho significa", afirmou Cintra Neto no discurso oficial sobre o evento. "Fizemos questão de fazer essa ação entre Bovespa e BM&F da melhor forma possível."

Questionado pela Agência Estado, após a apresentação, sobre se este gesto poderia significar algo além da fraternidade entre as duas bolsas, Cintra Neto afirmou: "Significa somente a fraternidade que eu falei no discurso."

O presidente da Bovespa negou uma eventual fusão entre as duas bolsas, como foi cogitado por reportagem do The Wall Street Journal divulgada ontem. "Não há nada", disse Magliano.

Daniela Milanese, Ana Paula Ragazzi e Célia Froufe
Hospedagem: UOL Host