UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/03/2009 - 15h33

Perdas em bancos e seguradoras prejudicam Bolsas na Europa

Londres - As principais Bolsas europeias fecharam em baixa nesta sexta-feira, com destaque para perdas de bancos e seguradoras após a divulgação da eliminação de 651 mil postos de trabalho nos EUA em fevereiro.

A exceção foi a Bolsa de Lisboa, que subiu 0,48%, e a Bolsa de Londres, que fechou praticamente estável (alta de 0,02%).

Em Londres, as ações da seguradora Aviva, que ontem despencaram mais de 33%, recuaram hoje 14%, ainda sentindo o efeito do balanço. Outras seguradoras britânicas também recuaram, como Legal & General (-6,8%) e Prudential (-5,3%).

BT Group, rebaixada pelo Morgan Stanley, cedeu 11%. O índice FT-100, no entanto, terminou em alta de 0,02%, aos 3.530,73 pontos, ajudado pela alta de petroleiras e mineradoras, em meio à elevação dos preços das commodities (BHP Billiton +4,4%, Royal Dutch Shell +3,5%, Rio Tinto +5,3%).

No setor bancário, Lloyds subiu 4,2%, com uma notícia da BBC de que o banco está próximo de um acordo com o governo britânico para garantir cerca de 250 bilhões de libras (US$ 353 bilhões) de seus ativos. Mas outros bancos caíram, como HSBC (-4,4%) e Royal Bank of Scotland (-4,8%).

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 recuou 1,37%, para 2.534,45 pontos. O setor bancário caiu fortemente, em meio a preocupações com a solidez das instituições (Crédit Agricole -7,7%, Société Générale -6,6%, BNP Paribas -5,4%).

Total, ajudada pelo petróleo em alta e pela avaliação de investidores de que o papel é atraente após as quedas dos últimos dias, subiu 1,2%. Renault avançou 2,3%.

A Bolsa de Frankfurt fechou com o índice Dax em queda de 0,79%, aos 3.666,41 pontos. Deutsche Postbank fechou em baixa de 3,8%, ainda sentindo o impacto da decisão da Deutsche Boerse de excluí-la do índice Dax. Daimler subiu 2,2%, após a divulgação de vendas melhores que o esperado em fevereiro. BMW avançou 2,7%.

A Bolsa de Milão fechou com o índice MIB 30 em queda de 4,27%, aos 13.864 pontos. A Bolsa de Madri fechou com o índice Ibex-35 em queda de 1,27%, aos 6.936,90 pontos. Em Lisboa, o PSI-20 subiu 0,48%, para 5.776,36 pontos. Energias de Portugal (EDP) liderou os ganhos, avançando 3,91%.

Ontem o grupo anunciou crescimento de 20% do lucro líquido em 2008; hoje, a controladora da Energias do Brasil informou que está no caminho de atingir suas metas para Ebitda, dividendos e relação dívida líquida/Ebitda para 2005 a 2010.

As informações são da Dow Jones.
Hospedagem: UOL Host