! Contribuinte deve ter cuidado ao declarar IR com pressa - 04/03/2005 - UOL Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

04/03/2005 - 08h32

Contribuinte deve ter cuidado ao declarar IR com pressa

[selo]
Do InfoMoney
SÃO PAULO - A maioria dos contribuintes do imposto de renda sabe que o quanto antes a declaração for entregue, maior a chance de estar entre os primeiros a receber restituição. Entretanto, na ânsia de garantir o crédito logo nos primeiros lotes de restituição (a partir de junho), muitos contribuintes deixam de ter a atenção necessária na hora do preenchimento da declaração de IR.

Por esta razão, é grande o número de contribuintes que acabam entregando uma segunda declaração retificadora, por terem cometido algum erro de preenchimento, ou por omitirem alguma informação importante que, inclusive, pode influenciar no cálculo da própria restituição.

Quando a pressa pode ser inimiga da perfeição
É preciso ter atenção redobrada ao se preparar a declaração e muito cuidado na transmissão, para que não seja preciso recorrer a uma eventual retificação. Portanto, ter pressa para estar entre os primeiros a receber a restituição não é pecado algum. Porém, na falta dos devidos cuidados, o máximo que o contribuinte conseguirá será esperar um tempo maior na fila para receber a restituição, isto se ele não for pego na malha fina da Receita, para uma análise mais minuciosa de sua declaração.

O prazo para entregar uma declaração retificadora sem influenciar o recebimento da restituição do IR é o mesmo da data limite de envio da mesma: 29 de abril. Optando pela retificação dentro deste prazo, o contribuinte pode, inclusive, modificar o modelo da declaração, de simples para completo, ou vice-versa. Além disto, o seu "lugar na fila" de restituições é mantido.

Retificar depois deste prazo também é possível, mas o contribuinte deverá usar na retificação o mesmo modelo que o usado na entrega da declaração, e lembrar que o prazo para esta finalidade termina em cinco anos da data da primeira entrega. Ou seja: para declarações cujo prazo de entrega termina em 29 de abril de 2005, a retificação deve ser apresentada até abril de 2010. Obviamente, nestas circunstâncias, a liberação da restituição levará um tempo maior do que o esperado, limitado ao prazo máximo também de cinco anos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host