! Custos de impermeabilização do imóvel pronto chegam a 15% do valor da obra - 02/01/2008 - InfoMoney
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/01/2008 - 16h36

Custos de impermeabilização do imóvel pronto chegam a 15% do valor da obra

SÃO PAULO - É na época das constantes chuvas de verão que a maioria das pessoas percebe a importância de realizar a impermeabilização do imóvel, melhor forma de prevenir contra infiltrações, mofo e degradação de sua estrutura, além de garantir qualidade, durabilidade e conforto.

Os custos com impermeabilização, quando prevista desde a fase do projeto de construção do imóvel, giram em torno de 0,5% a 2% do valor total da obra. De acordo com o engenheiro Marcelo Ming, os gastos para a correção desses problemas ocasionados pela falta de impermeabilização, com a construção terminada, superariam 15% do valor final da obra.

"Numa obra de 100 metros quadrados, o proprietário vai gastar em torno de R$ 1.500 para impermeabilizar áreas frias, durante a fase de construção. Se esta medida não for tomada e já houver uma patologia instalada, como umidades nas paredes e mofo nos armários, os reparos de impermeabilização podem chegar a R$ 10.000", exemplificou Ming.

Cuidados para tomar no período de chuvas

São várias as conseqüências da falta de impermeabilização que podem afetar, inclusive, imóveis novos. Com o excesso de água, o solo fica encharcado e as infiltrações no rodapé são quase certas, resultando na formação de fungos e bolores pretos ou esverdeados na parede.

Com isso, a pintura começa a ficar fofa, desprender ou esfarelar, o que prejudica o revestimento das áreas externas. Além disso, a água da chuva pode entrar pelo telhado, caso haja telhas quebradas ou mal colocadas. O resultado é que, se a laje não estiver impermeabilizada, a água infiltra pelo teto para resultar em goteiras e curtos-circuitos.

Além dos cuidados com a impermeabilização, o morador deve atentar aos pára-raios, observando sua instalação no ponto mais alto da edificação. A instalação de geradores de energia também é aconselhável, principalmente nos grandes condomínios. Outro ponto importante é checar as instalações elétricas da residência, para evitar problemas como curtos-circuitos em equipamentos, no caso de queda do fornecimento de energia.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host