! Em 2007, abastecer com álcool ficou 6% mais barato; no GNV, houve alta de 8% - 07/01/2008 - InfoMoney
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/01/2008 - 10h23

Em 2007, abastecer com álcool ficou 6% mais barato; no GNV, houve alta de 8%

SÃO PAULO - No acumulado de janeiro de 2007 a 26 de dezembro do mesmo ano, o álcool vendido diretamente na bomba dos postos brasileiros ficou, em média, 6% mais barato. No mesmo período, porém, o metro cúbico do GNV (gás natural veicular) teve aumento de 8% no preço. Os dados são da ANP (Agência Nacional de Petróleo).

Conforme o levantamento, o litro do combustível vegetal passou de R$ 1,586 para R$ 1,490 no intervalo de tempo, enquanto o metro cúbico do gás foi de R$ 1,257 para R$ 1,358. A oscilação de preços, no primeiro caso, é explicada pela safra e entressafra de cana-de-açúcar, a matéria-prima do produto. Já no segundo, o motivo são reajustes em tarifas praticados ao combustível de origem boliviana e brasileira.

Na comparação anual, os demais combustíveis não tiveram variações tão grandes. O litro do diesel, valendo no mês passado R$ 1,862, mostrou alta de 0,22%. O botijão de gás com 13 quilos, por sua vez, ficou 0,79% mais barato, chegando a R$ 32,78. A gasolina, em R$ 2,504, ficou 0,67% mais barata.

Mensal

Já na passagem entre novembro e dezembro, o álcool sofreu valorização de 6,58%. O motivo já é conhecido pelo motorista: durante o período de safra da cana, que vai de meados de maio até o fim de dezembro, há fabricação intensa do produto e, portanto, maior oferta. Com mais litros disponíveis, cai o preço.

Já entre o final do ano e o primeiro trimestre do ano seguinte, a tendência é de encarecimento, por conta de entressafra. Portanto, apesar de a ANP ainda não ter divulgado dados sobre o comportamento de preços dos combustíveis na primeira semana deste ano, a tendência é que o álcool fique em ritmo de valorização.

Novamente, os demais combustíveis - apesar de leves altas nos preços - não tiveram destaque. A maior alta, para se ter uma idéia, foi a da gasolina, de 0,64%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host