UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/07/2009 - 14h00

Ação da ABnote continua ocupando a preferência do consenso do mercado

SÃO PAULO - Mantendo a posição apresentada nos últimos dois meses, as ações ordinárias da American Banknote seguem ocupando a preferência dos analistas de acordo com o MCI - índice de consenso de mercado elaborado pela InfoMoney.

O indicador, que compila a análise de 24 corretoras e bancos de investimentos, atribui a nota máxima (5,00) aos ativos da empresa. Muito embora não apresentem grande liquidez, tendendo a ficar em segundo plano para boa parte dos investidores, os ativos contam com boas perspectivas.

Para uma melhor interpretação do MCI, é sempre importante considerar o número de avaliações atribuídas a cada ativo. Uma maior quantidade de opiniões tende a tornar mais robusta a sugestão. Neste caso especificamente, vale ressaltar que os papéis da ABnote receberam quatro sugestões, uma a mais que o limite mínimo.

Outro ponto importante do indicador é que ele considera os princípios de análise fundamentalista, sendo, portanto, mais recomendado para investidores que atuam com foco no longo prazo.

American Banknote

De um modo geral, a avaliação positiva que os analistas fazem às ações da ABnote continua refletindo o prognóstico favorável para o setor de cartões no longo prazo, a estrutura diversificada da empresa, além dos bons resultados divulgados nos últimos trimestres.

A equipe da Fator, por exemplo, afirma que "apesar da crise, o setor continuou em forte crescimento, o que confirma a tese de que a expansão se deve mais à migração para meios eletrônicos que ao aumento da renda". A corretora ainda destaca o contrato assinado pela companhia para emissão de CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) em São Paulo, que deve incrementar sua receita e a margem da divisão de sistemas de identificação.

No mesmo sentido, apesar de esperar um ano difícil para o segmento em 2009, o Credit Suisse - que elevou recentemente o preço-alvo e manteve sugestão acima da média para os papéis da empresa - disse que a demanda por smart cards já mostrou sinais de retomada, sendo que a ABnote já assinou importantes contratos neste sentido.

Os analistas também destacam o ritmo de crescimento das vendas e a evolução nos resultados operacionais da companhia, que apresentou crescimento de 36% em sua receita líquida e de 27% no lucro do primeiro trimestre do ano, totalizando R$ 21,6 milhões.

Por fim, eles ainda ressaltam que as ações da ABnote apresentam uma interessante combinação entre geração de caixa, retorno sobre o capital e sólidos fundamentos, ao passo que a crescente cobertura do mercado aos papéis da empresa também é vista com bons olhos.

Multiplan

Também se beneficiando das avaliações favoráveis dos analistas, os papéis da Multiplan aparecem na segunda posição no MCI, com nota 4,55. Basicamente, os especialistas avaliam que as expectativas favoráveis para as administradoras brasileiras de shoppings centers e os sólidos fundamentos da companhia sustentam os papéis como uma boa opção de investimento.

As mais recomendadas
Ação MCI Avaliações
American Banknote ON 5,00 4
Multiplan ON 4,55 5
Itaúsa PN 4,53 8
Duratex PN 4,43 11
Vivo PN 4,34 11
ALL unit 4,33 10
Anhanguera unit 4,29 7
Telemar PN 4,28 11
PDG Realty ON 4,22 9
Marfrig ON 4,21 7
A equipe do Santander mantém a sua visão positiva sobre o segmento, principalmente devido à atratividade que ele apresenta uma vez que possui forte exposição ao consumo doméstico de baixa penetração, para o qual é esperado um crescimento superior ao do PIB (Produto Interno Bruto) em 2009 e 2010.

Além disso, outros fatores corroboram a percepção do banco frente estes papéis, "como forte momento de lucros e baixa alavancagem financeira", declaram os analistas. Essas características são mais que suficientes para compensar a baixa liquidez dessas ações, completam.

A Gradual, por sua vez, ressalta o fato de a empresa possuir um baixo endividamento, o que a possibilita contrair empréstimos sem comprometer sua saúde financeira, além de permitir aumentar a rentabilidade dos projetos em expansão.

Vale destacar ainda a recente manutenção dos ratings da Multiplan pela Standard & Poor's. Além do plano de crescimento agressivo da empresa, com aquisições estratégicas e os investimentos no setor imobiliário, as classificações refletem a prudente política financeira da companhia, caracterizada por fortes fluxos de caixa e adequada liquidez, avalia a agência.

Itaúsa

Na sequência, com nota 4,53, as ações da Itaúsa completam o pódio. De um modo geral, as boas expectativas em torno das empresas controladas pela holding - mais especificamente para o Itaú Unibanco e para a Duratex - sustentam o otimismo dos analistas com os papéis.

No caso do banco, a avaliação é de que a solidez financeira adquirida com a fusão com o Unibanco o ajuda a atravessar o momento repleto de incertezas na economia. Segundo a Coinvalores, seus índices elevados e sua confortável cobertura de provisionamento o fortalecem frente à inadimplência vista no setor, podendo ter reflexos positivos nos resultados.

Já com relação à empresa de materiais de construção civil, o destaque fica com a recente fusão com a Satipel, criando a maior indústria de painéis de madeira industrializada do hemisfério sul. Na avaliação da Fitch, que reiterou o rating "AA-" da companhia, a operação é um fator positivo para a estratégia de expansão da Duratex.

Deste modo, os analistas esperam que os próximos resultados da Itaúsa mantenham o crescimento verificado no primeiro trimestre do ano, quando o bom desempenho de suas controladas proporcionou um aumento de 28% no seu lucro líquido, totalizando R$ 901 milhões.

O que é o MCI?

O Market Consensus Indicator (MCI) tem como principal objetivo facilitar as decisões de investimento dos usuários do site no mercado de ações.

Considerando uma amostra com informações e projeções de diversos bancos de investimento e corretoras, o indicador busca trazer um indicador de consenso entre os analistas de mercado a respeito das recomendações de uma determinada ação.

Variando em uma escala de 0 (venda forte) a 5 (compra forte), o indicador é calculado a partir das recomendações dos analistas consultados, trazendo um resumo do consenso. É importante destacar que o MCI é calculado apenas para ações com ao menos três recomendações de analistas distintos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host