UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2009 - 19h35

Ibovespa: lucros trimestrais caem 26%, alcançando R$ 29 bilhões

SÃO PAULO - Os lucros reportados por empresas brasileiras no segundo trimestre deste ano caíram 26% em comparação com mesmo período do ano passado. Considerando as empresas que compõem o principal índice da bolsa paulista, os ganhos corporativos somaram R$ 28,9 bilhões entre abril e junho deste ano, abaixo dos R$ 39 bilhões alcançados no ano passado.

Caso sejam avaliadas apenas as dez empresas com maior participação no Ibovespa, a performance é ainda pior: a queda na comparação anual chega a 39%, com os lucros atingindo R$ 18 bilhões no segundo trimestre. Desses, R$ 7,7 bilhões correspondem somente ao resultado da maior blue chip do País, a Petrobras, cujos ganhos recuaram 20,4% neste trimestre.

Porém, o maior recuo nos lucros foi apresentado pela Vale, que viu seus ganhos caírem 81,5% no trimestre. Do lado positivo, o destaque fica com a Cesp, que reportou uma alta substancial de 632% em seu lucro líquido, bem na frente do segundo maior avanço, de 364%, registrado nos ganhos da Net.

Desempenho do Lucro Líquido (em R$ milhões) das 10 empresas com maior participação no Ibovespa
Empresa 2T09 2T08 Variação
BM&F Bovespa 188 246 -23,63 %
Bradesco 2.297 2.002 +14,74%
Banco do Brasil 2.348 1.644 -42,82%
Gerdau (329) 2.124 -
Itaúsa 1.007 852 +18,21%
Itaú Unibanco 2.571 2.797 -8,08%
Petrobras 7.734 9.717 -20,40%
CSN 335 1.031 -67,53%
Usiminas 369 988 -62,65%
Vale 1.466 7.906 -81,46%
Total 17.986 29.307 -38,63%


Setorial

Na avaliação dos lucros reportados pelas empresas que fazem parte do Ibovespa é possível também ver os setores mais e menos afetados pelas dificuldades do mercado no período em questão. Assim como várias empresas registraram aumentos significativos em seus lucros enquanto outras reportaram quedas abruptas, também os segmentos tiveram resultados diversos.
Desempenho do Lucro Líquido (em R$ milhões) por setor
Setor 2T09 2T08 Variação
Transportes 1.385 404 +242,68 %
Papel e Celulose 1.424 549 +159,48%
Petroquímico 1.249 514 +143,00%
Consumo e Varejo 3.205 1.347 +137,95%
Imobiliário 266 188 +41,56%
Industrial 512 432 +18,36%
Energia e Saneamento 2.862 2.695 +6,21%
Financeiro 8.614 8.208 +4,95%
Petróleo e Gás 7.814 9.840 -20,59%
Mineração 1.954 8.213 -76,21%
Siderúrgico 320 4.836 -93,37%
Telecom (663) 1.805 -


Destaques negativos Nessa análise, o setor de telecomunicações fica com o destaque negativo, tendo passado de um lucro de R$ 1,8 bilhão em 2008 para um prejuízo conjunto de R$ 663 milhões. A performance negativa se deve em grande parte aos resultados do grupo Brasil Telecom e Telemar, que foram impactados pelo processo de fusão.

Sem surpresas, outros setores que registraram resultados decrescentes foram siderurgia e mineração, afetados pela demanda ainda fraca e pelo enfraquecimento do dólar no período. Dessa forma, os lucros totais desses segmentos caíram 93% e 76%, respectivamente.

Destaques positivos Por outro lado, o setor de transportes encontrou respaldo na melhora do desempenho das companhias aéreas e registrou um crescimento de 243% em seus ganhos trimestrais. Os números chamam a atenção para a reversão do prejuízo da GOL e para o aumento de 134% nos ganhos da TAM.

Embora com avanços menores do que 200%, os setores de Papel e Celulose, Petroquímico e de Consumo e Varejo também viram seus lucros crescerem com taxas de três dígitos, destacando-se dos demais segmentos.

Desempenho do Lucro Líquido (em R$ milhões)
Empresa Setor 2T09 2T08 Variação
ALL Transportes 60 92 -34,39%
AmBev Consumo e Varejo 1.376 1.026 +34,07%
Aracruz Papel e Celulose 596 262 +127,20%
B2W Consumo e Varejo 14 17 -17,96%
BM&F Bovespa Financeiro 188 246 -23,63 %
Bradesco Financeiro 2.297 2.002 +14,74%
Bradespar Mineração 488 307 +58,89%
Banco do Brasil Financeiro 2.348 1.644 +42,82%
Brasil Telecom Participações Telecom (449) 268 -
Brasil Telecom Telecom (722) 321 -
Braskem Petroquímico 1.156 404 +186,14%
BRF Consumo e Varejo 129 76 +69,74%
CCR Transporte 182 142 +28,19%
Celesc Energia e Saneamento 84 145 -41,76%
Cemig Energia e Saneamento 524 635 -17,48%
Cesp Energia e Saneamento 714 98 +631,68%
Comgás Petróleo e Gás 80 124 -35,64%
Copel Energia e Saneamento 290 358 -18,88%
Cosan Consumo e Varejo 337 (58) -
CPFL Energia e Saneamento 289 327 -11,62%
Cyrela Realty Imobiliário 157 94 +67,05%
Duratex Industrial 45 76 -40,84%
Eletrobrás* Energia e Saneamento - - -
Eletropaulo Energia e Saneamento 155 197 -21,37%
Embraer Industrial 467 357 +30,97%
Gafisa Imobiliário 58 43 +35,10%
Gerdau Siderúrgico (329) 2.124 -
Gerdau Met Siderúrgico (54) 693 -
GOL Transporte 354 (167) -
Itaúsa Financeiro 1.007 852 +18,21%
Itaú Unibanco Financeiro 2.571 2.797 -8,08%
JBS Consumo e Varejo 173 (364) -
Klabin Papel e Celulose 306 152 +101,11%
Light Energia e Saneamento 121 389 -68,89%
Lojas Americanas Consumo e Varejo 4 (14) -
Lojas Renner Consumo e Varejo 48 44 +9,84%
Natura Consumo e Varejo 168 141 +19,28%
NET Telecom 130 28 +364,29%
Nossa Caixa Financeiro (140) 411 -
Pão de Açúcar Consumo e Varejo 132 52 +154,74%
Petrobras Petróleo e Gás 7.734 9.717 -20,40%
Redecard Financeiro 343 256 +34,09%
Rossi Residencial Imobiliário 51 51 0,00%
Sabesp Energia e Saneamento 465 360 +29,07%
Sadia Consumo e Varejo 346 154 +124,79%
CSN Siderurgia 335 1.031 -67,53%
Souza Cruz Consumo e Varejo 479 275 +74,29%
TAM Transportes 789 337 +134,06%
Telemar Telecom (146) 288 -
Telemar Norte Leste Telecom (178) 411 -
Telesp Telecom 545 620 -12,00%
TIM Telecom (15) (66) -77,00%
Transmissão Paulista Energia e Saneamento 220 187 +17,70 %
Ultrapar Petroquímico 93 110 -15,45%
Usiminas Siderúrgico 369 988 -62,65%
VCP Papel e Celulose 522 134 +288,56%
Vale Mineração 1.466 7.906 -81,46%
Vivo Telecom 172 (64) -
Ibovespa - 28.943 39.032 -25,85%
*A Eletrobrás adiou indefinidamente a divulgação de seus resultados trimestrais

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host