UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2009 - 13h32

Imóvel: crédito com FGTS deve crescer 61,3% este ano, e com a poupança, 5,7%

SÃO PAULO - Financiamentos imobiliários com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) devem crescer mais neste ano do que aqueles nos quais se usam recursos da poupança, de acordo com a Tendências Consultoria Integrada.

No caso da poupança, a estimativa de crescimento para o valor contratado é de 5,7% para este ano, sobre 2008, enquanto que a evolução do volume contratado em financiamentos com recursos do FGTS deve ser de 61,3% no mesmo período.

"Apostamos boa parte de nossas fichas no segmento imobiliário", ressalta a consultoria em seu alerta setorial, divulgado nesta segunda-feira (17).

Poupança x FGTS

Em junho, as contratações de financiamento com recursos da poupança cresceram 24,6% em valor e 24,1% em unidades, sobre maio. Com isso, no primeiro semestre, houve aumento de 5,1% em valor, chegando a R$ 13,61 bilhões, e 2,6% em unidades, atingindo 125.126.

Para que a estimativa de 2009 se concretize, o esperado é um crescimento de 33,4% no valor a ser liberado entre julho e dezembro, em relação à primeira metade do ano.

No caso dos financiamentos com recursos do FGTS, que contemplam imóveis com preços inferiores, as liberações de valores cresceram 36,8% no acumulado dos sete primeiros meses do ano, chegando a R$ 8,42 bilhões.

Tendo em vista a expectativa de crescimento na ordem de 61,3%, metade das liberações já teriam sido concluídas, de acordo com a Tendências.

Construção civil

Em relação à produção de insumos para a construção civil, a consultoria espera uma redução de 6%, embora a Tendências esteja mais confortável quanto ao ritmo do setor nos próximos meses. Isso se deve ao começo da instalação de um cenário econômico mais positivo e ao incentivo à produção advindo da taxa de juros básica em 8,75% ao ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host