UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/08/2009 - 14h07

Aposentadoria: mulheres começam a investir em média três anos antes dos homens

SÃO PAULO - As mulheres pensam na aposentadoria cada vez mais cedo. Estudo indica que, entre 2007 e 2009, as que começaram a investir em planos de previdência privada são, em média, três anos mais jovens do que os homens.

A pesquisa, realizada pela seguradora Icatu Hartford, revela ainda que, independentemente do perfil de investimento, as mulheres aplicam em planos de previdência privada com renda fixa, em média, três anos antes que os homens.

O levantamento foi realizado entre janeiro e abril deste ano, com aproximadamente 12 mil clientes da seguradora.

Saldo final maior

"Com o início das contribuições três anos antes do que os homens, as mulheres terão mais tempo para acumular renda e aumentar o saldo final", constata a diretora de marketing da Icatu Hartford, Aura Rebelo.

Aura dá um exemplo, simulando uma situação em que aposentadoria seria aos 60 anos e o investimento em um plano de previdência com renda fixa teria aportes mensais R$ 400 e rentabilidade real de 6%.

Diante dessa situação, se um homem iniciar o plano com 32 anos, e a mulher, com 29, enquanto ela irá se aposentar com um saldo final de cerca de R$ 420 mil, ele terá ao final R$ 340 mil, uma diferença de 20%.

Diferença diminui nos planos de renda variável

O levantamento indicou que, em 2008, enquanto as mulheres que contratavam plano com renda fixa tinham, em média, 29 anos, os homens, tinham 32 anos de idade. Neste ano, a idade média delas ficou em 30 anos, enquanto a deles ficou em 33 anos.

Se analisarmos o perfil daqueles que contratam plano de previdência privada com renda variável, a diferença de idade entre os gêneros caiu este ano. Em 2008, as mulheres que escolhiam esse tipo de plano tinham, em média, 30 anos, e os homens, 33 anos. Já em 2009, a idade feminina ficou em 34 anos, enquanto a média deles ficou em 36 anos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host