UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/08/2009 - 15h46

Novas operações de leasing recuam 42,69% no primeiro semestre

SÃO PAULO - Levantamento divulgado nesta terça-feira (25) pela Abel (Associação Brasileira das Empresas de Leasing) aponta que, no primeiro semestre de 2009, as novas operações de leasing recuaram 42,69%, frente ao mesmo período de 2008. Os novos negócios somaram R$ 24,31 bilhões.

"Por conta da oxigenação dos negócios permitida pelo leasing, que não exige a imobilização do capital de giro num bem próprio, acreditamos na expansão dos negócios no segundo semestre em diferentes setores produtivos, a exemplo do de máquinas e equipamentos", diz o presidente da associação, Osmar Roncolato Pinho.

Dados mensais

O levantamento ainda aponta que o saldo do VPC (Valor Presente da Carteira) de leasing registrou R$ 112,97 bilhões e um crescimento de 29,04% em junho, frente ao mesmo mês de 2008, e de 0,55% em relação a maio.

Vale lembrar que o leasing é um sistema de compra em que o cliente paga parcelas como se fosse um aluguel, mas vai amortizando a compra do bem em questão.

Quanto ao tipo de bem arrendado, os veículos e afins seguem na liderança com larga vantagem (87,48% dos bens negociados). Máquinas e equipamentos ficaram com 8,47% do total, enquanto equipamentos de informática responderam por 2,44%. Outros tipos de bens representaram 1,61% do total.

Por setores de atividade, as pessoas físicas também permanecem na liderança, com 65,23% de participação, seguidas pelo setor de Serviços, com 15,46%, e pela Indústria, com 8,78%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host