UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/09/2009 - 16h09

Otimismo em relação à situação econômica do Brasil é maior na baixa renda

SÃO PAULO - A população mais carente, com menor renda e escolaridade, é a mais otimista em relação à situação econômica do Brasil, segundo revela pesquisa do Ibope Inteligência, realizada em parceria com a rede global de pesquisas WIN (Worldwide Independent Network of Market Research).

De acordo com o estudo, nos próximos três meses, 33% dos pertencentes à classe DE esperam que a situação econômica do País melhore. O percentual é maior do que o apurado na média nacional, de 29%.

Nas outras faixas de renda, o percentual verificado foi de 28% na classe C e 27%, na AB.

Outros dados

Por região, as populações do Nordeste e do Norte/Centro-Oeste são as mais otimistas, já que 34% dos moradores de cada localidade acreditam na melhora da economia brasileira, contra 26% das pessoas que residem no Sudeste e 25% das que moram no Sul.

Já na análise de gênero e idade, os homens são mais otimistas do que as mulheres, com 32% contra 26%, nesta ordem. Assim como os mais jovens, especialmente, entre 30 e 39 anos, são mais otimistas (35%) do que os mais velhos, com 50 anos ou mais (23%).

Entre as pessoas com idades de 16 a 24 anos, de 25 a 29 anos e de 40 e 49 anos, os índices foram de 30%, 31% e 28%, respectivamente.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host