UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/09/2009 - 12h23

Condomínio: taxa pode variar em média 56,5% em SP, dependendo da região

SÃO PAULO - O valor do condomínio na cidade de São Paulo pode variar até 56,5%, dependendo da região. A taxa mais alta foi verificada nas regiões de Moema e do Morumbi, onde, em média, o condômino paga R$ 637 por mês.

A região com o valor mais baixo da cidade é a Mooca. Lá, a taxa condominial média ficou em R$ 407. Os dados são do levantamento da Lello Condomínios, empresa que administra condomínios no estado paulista.

Ranking

Em segundo lugar no ranking das regiões onde o condomínio é mais caro, estão os Jardins, cuja taxa média é de R$ 631. Em seguida vem Perdizes, com valor médio de R$ 548 mensais. Em quarto lugar, aparece a região de Santana, com condomínio a R$ 444.

Ao lado da Mooca, as regiões do Tatuapé e Vila Mariana entram na lista daquelas com as menores taxas condominiais: R$ 463 e R$ 425, respectivamente.

De acordo com o Índice de Custo de Vida, do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-econômicos), a taxa condominial acumulou alta de 6,59% nos primeiros oito meses do ano. Somente em agosto, a variação foi de 0,89%, frente a julho.

Gastos

Segundo a Lello, 40% do valor pago mensalmente pelos condôminos refere-se aos pagamentos dos funcionários dos condomínios. Gastos de consumo, como água, luz e gás, representam 25% do total arrecadado. Outros 15% são destinados à manutenção geral, outros 15% cobrem despesas administrativas e os 5% restantes vão para um fundo de reserva.

No total, segundo a empresa, os prédios têm um gasto mensal médio de R$ 26,5 mil ou de R$ 6,4 bilhões por ano. A região do Morumbi é a que tem as maiores despesas condominiais, com média de R$ 31,8 mil de gastos por mês. Embora o Morumbi lidere os rankings das regiões com condomínio mais alto e o das regiões com maiores gastos condominiais, estes não são decisivos para o aumento do valor pago pelos condôminos.

"O preço médio dos serviços oferecidos pelos fornecedores dos condomínios pode explicar as oscilações de despesas mensais dos prédios localizados em diferentes regiões", afirma a gerente de Marketing da Lello, Angélica Arbex. "Porém, o fator decisivo para a definição dos gastos mensais é a estrutura de cada condomínio, seus equipamentos, contratos e, principalmente, o quadro de funcionários, que é decisivo para a apuração das despesas totais", explica.

A região do Tatuapé segue atrás do Morumbi, com despesas médias mensais de R$ 29,3 mil. Em seguida vem Santana, onde os prédios têm gastos que totalizam em média R$ 27,6 mil por mês. Os condomínios de Moema, Jardins, Mooca, Perdizes e Vila Mariana têm gastos mensais de R$ 27,3 mil, R$ 25,7 mil, R$ 24,7 mil, R$ 24,7 mil e R$ 21,5 mil, respectivamente.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host