UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/09/2009 - 13h29

Mantega diz que IPI reduzido deve durar somente até final do ano

SÃO PAULO - As medidas de incentivo ao consumo adotadas pelo Governo, como a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em automóveis, devem vigorar apenas até o final deste ano, como previsto, conforme disse nesta sexta-feira (11) o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

"A economia já está deslanchando com as próprias pernas. Não precisa mais de um empurrão do governo. É claro que continuaremos com juros baixos, aumentando o crédito e estimulando investimentos com taxas bastante baixas e condições favoráveis", ressaltou o ministro, segundo a Agência Brasil.

Produto nacional

Mantega falou depois da divulgação de dados do PIB (Produto Interno Bruto), que mostraram crescimento de 1,9% no segundo trimestre deste ano. Ao fim de 2009, ele espera um crescimento de 1%, sendo que já no terceiro trimestre a expansão da economia deve ficar entre 2% e 3%.

"A economia brasileira cresceu 1,9% no segundo trimestre, portanto, é um resultado muito positivo e significa que a economia já voltou a crescer. Esse crescimento continua no terceiro trimestre, de modo que fecharemos o ano de 2009 com taxa positiva".

Ele ressaltou que o Brasil é uma das economias que se recupera com mais rapidez, no formato "V" (queda e recuperação mais intensas), diferentemente da recuperação em "U" (retomada mais lenta).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host